DESTAQUES

Notícias

Morre médica Margarida Barreto, pioneira na denúncia da gravidade do assédio moral no trabalho

03 de Março de 2022 16:09:58


Com imenso pesar, o SERJUSMIG comunica o falecimento da médica e pesquisadora Margarida Maria Silveira Barreto, professora do curso de Pós-graduação em Medicina do Trabalho da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. De acordo com o jornalista Paulo Donizetti, da Rede Brasil Atual, Margarida lutava há mais de um ano contra um câncer no estômago. Imunodepressiva, acabou perdendo a energia para prosseguir o tratamento, ao contrair o coronavírus no início deste ano. 

Margarida ficou conhecida no meio científico e sindical pelos estudos que conceituaram o assédio moral no trabalho. Doutora em Psicologia Social e integrante pesquisadora do Núcleo de Estudos Psicossociais de Exclusão e Inclusão Social da PUC-SP, ela também ajudou a identificar o impacto das diversas formas de assédio na vida dos trabalhadores. Outra contribuição de Margarida foi apontar as conexões entre o atual sistema econômico, as pressões generalizadas no mundo do trabalho e os sentimentos de perda do lugar, que levam o trabalhador a se sentir só e desamparado, sujeito a coerções e adoecimentos.

O SERJUSMIG teve a horna de aprender com a médica, inclusive em encontro de delegados do Sindicato. A luta contra o assédio moral perde uma de suas grandes combatentes, pensadoras e formadoras. O trabalho de Margarida maria Silveira Barreto segue vivo nas atuações daqueles/as que ela ajudou a formar. Aos familiares, amigos e colegas de profissão, nossos mais sentidos pêsames.

 

Foto: Henrique Almeida / Agecom UFSC


<<< VOLTAR

Confira também:







SERJUSMIG :: Rua Guajajaras, 1984 - Barro Preto - CEP 30180-109 - Telefone: (31) 3025-3500
Design por: Interlig
Desenvolvido por: Masterix Sistemas